O Professor Explica #71 A pressão arterial e o exercício físico

Ano novo, vida nova (ou a mesma vida saudável) e voltamos aos artigos da nossa Eduarda Silva. Para 2020 o primeiro tema que ela nos trouxe é “pressão arterial e o exercício físico”. Curiosos?

“Olá atletas, hoje trago um tema que mais uma vez associa a saúde ao exercício físico e os benefícios que este traz. Habitualmente, um em cada 5 adultos, apresenta pressão arterial alta, sendo que atualmente esta é uma das principais causas de morte por AVC e doenças cardíacas.

Este problema, por si só não é fatal, mas associado a fatores de risco potencia o desenvolvimento de doenças mortais, e isso é o que queremos evitar. 

Por norma, a hipertensão tem maior incidência no sexo masculino do que no feminino, e antigamente era mais comum em pessoas mais idosas, mas com os estilos de vida atuais os números foram baixando e a tensão alta passou a ser um problema em varias faixas etárias.

As principais vítimas desta patologia são as pessoas que sofrem de obesidade, indivíduos sedentários, pessoas que usam excessivamente sal, fumadores e pessoas que consomem um elevado teor de álcool.

Através do exercício podemos ajudar a combater a hipertensão, sabiam? E é aqui que eu vos posso ajudar. Conseguirmos manter uma vida ativa é extremamente importante para a prevenção de doenças cardiovasculares, contudo, a sociedade de hoje manifesta cada vez mais níveis insuficientes de atividade física. Sabiam?

O exercício físico associado a uma medicação correta pode ajudar a normalizar a pressão arterial, sendo que em casos ligeiros muitas vezes a toma de medicação pode deixar de ser necessária.

Como resposta imediata ao exercício, a pressão arterial tende a baixar a seguir a um treino, chamamos a isso hipotensão pós exercício. Esta realidade acontece também com normotensos, mas com maior magnitude em hipertensos, podendo este efeito durar até 22 horas após um treino. Este efeito hipotensor e protetor cardiovascular do exercício regular deve-se a adaptações neuro hormonais e estruturais a nível do vaso, músculo e adipócito.

A pressão arterial e o exercício físico

É importante realçar que esta resposta varia de pessoa para pessoa, dependendo muito da faixa etária, situação clínica, tipo de treino e o volume e intensidade do indivíduo. No geral, o exercício físico a longo prazo, ajuda a melhorar a qualidade de vida e a nossa saúde, contribuindo para um controlo de peso e diminuição da gordura visceral, que esta diretamente relacionada com problemas cardiovasculares, nomeadamente o aumento da pressão arterial.

Contudo, não posso deixar de vos informar que devem evitar a realização de exercícios acima do nível da cabeça ou exercícios em decúbito dorsal, por causa da ascensão do diafragma e compressão da caixa torácica, que irá criar uma maior dificuldade na respiração, provocando o aumento da pressão arterial. Evitar fazer os exercícios em apneia, especialmente em exercícios isométricos, nos quais existe uma maior tendência para suster a respiração. 

Esclarecidos? Eu estou pronta para esclarecer as vossas dúvidas, e pronta para as vossas sugestões de temas, aguardo a vossa ajuda,

Instagram
Facebook

ate já,

Eduarda Silva”

Share your thoughts

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.