Dia Mundial da Alimentação | As minhas 5 dicas para a mudança

Hoje comemora-se o DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO e, por isso, o dia 16 de outubro é sempre um dia especial. Hoje trago as minhas 5 dicas para a mudança. Queres cuidar de ti e da tua saúde?

Ao longo dos últimos anos cada vez se ouve mais falar do tema da alimentação saudável. Na minha opinião ainda estamos muito longe de conseguir que toda a população se renda, realmente, a bons hábitos alimentares. No entanto, e felizmente, parece que esta área virou moda e que seja daquelas que veio para ficar.

Antigamente quando se falava em comida saudável, a primeira associação que se fazia era a “saladas básicas com alface e sem sabor”. Hoje em dia isso mudou. Existem cada vez mais estabelecimentos de venda de comida saudável e ainda bem.

Para mim ser saudável é, acima de tudo, ser equilibrado. Vocês que me seguem sabem que eu não sou extremista. Eu gosto que a minha alimentação seja muito rica em frutas, vegetais, leguminosas, proteínas de boa qualidade e muita água. Para mim esta é a base. E de vez em quando, muito de vez em quando, podemos e devemos sair da rotina. O importante é que se veja os “pecados alimentares” como excepções e não rotinas.

Eu aprendi, ao longo de tempo, que comer bem e de forma saudável e equilibrada, é muito mais saboroso do que se possa imaginar. Basta só começar que tenho a certeza que irão ficar rendimentos a este “mundo” 🙂

Se estás a começar a mudar os teus hábitos, deixo-te 5 dicas para a mudança, neste dia mundial da alimentação:
1. Começa devagar: não tentes logo mudar do 8 para o 80, ou seja, se no passado tinhas uma alimentação nada saudável, agora começa a mudar os hábitos calmamente. Exemplos: se comias pão branco, passa a comer pão escuro e reduz a quantidade de consumo de pão; se antes comias muitos fritos, tenta começar a fazê-lo uma vez por semana; etc.
2. Consulta uma nutricionista: não faças uma mudança radical sem acompanhamento de um profissional de saúde. O nosso corpo carece de algumas necessidades e é importante que, quando alteramos os nossos hábitos, esta mudança seja acompanhada.
3. Participa num workshop de alimentação saudável: é uma excelente ajuda para quem está a iniciar este processo; vai um workshop, aproveita para tirar dúvidas, conhecer ingredientes novos e, acima de tudo, é um passo que só demonstra o caminho que queres e deves seguir;
4. Não estejas focado nos resultados: se, por exemplo, queres perder peso, esquece a balança nos primeiros tempos. Os resultados demoram a chegar mas chegam. Não cries uma pressão em ti, que normalmente, se torna tua inimiga;
5. Evita comer fastfood: para mim esta sim, é a comida que não traz nenhum benefício. Se te apetecer comer uma “asneira”, opta por algo que te dá prazer mas que não te prejudica a saúde a 100%. Por exemplo, come uma pizza caseira, opta por um hambúrguer de qualidade, evita ao máximo as famosas cadeias de fastfood.

Estas são as minhas 5 dicas para quem está a começar a mudar os seus hábitos. Quero, acima de tudo, que percebam que todas as mudanças são feitas gradualmente, com calma, sem grandes pressões. Só assim funcionam!

Aproveito para partilhar convosco os artigos que fiz neste mesmo dia, em outros anos. Vejam AQUI e AQUI.

Beijinhos e boas mudanças! 😉

Share your thoughts

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.